Vendas Biotecno
Site espanhol Site inglês
NEWS

Quais são as formas de conservação da vacina da Pfizer?

Um dos grandes desafios para a popularização da vacina contra Covid-19 da Pfizer-BioNTech são as condições especiais de armazenamento exigidas para manter suas propriedades imunizantes, diferentes do padrão da Cadeia de Frio Brasileira.

 

Além da faixa de temperatura entre 2°C e 8°C requerida para o momento da vacinação, o imunizante da Pfizer possui períodos de ultracongelamento e congelamento, o que requer equipamentos de conservação diferentes para cada estágio. Na última sexta-feira, 14, o Brasil fechou um novo acordo para a compra de mais 100 milhões de doses do imunizante, totalizando 200 milhões de vacinas negociadas entre a Pfizer e o governo brasileiro.

A vacina da Pfizer pode durar seis meses à temperatura de -70°C, armazenada em ultrafreezers. No Brasil, a ANVISA também permite que ela seja armazenada entre -15°C e -25°C por até duas semanas e, quando ela é posteriormente trazida à temperatura de 2°C a 8°C, para aplicação em sala de vacinação, o período de armazenamento permitido é de até cinco dias. Estas são as condições válidas em nosso país, mas o comitê de medicamentos humanos da Agência Europeia de Medicamentos estendeu o prazo de armazenamento da vacina contra Covid-19 da Pfizer-BioNTech em temperatura de 2°C a 8°C para até 30 dias. Se esta decisão for seguida pela ANVISA, será mais fácil ampliar o acesso a essa vacina no Brasil. 

 

“É muito importante que os profissionais de saúde que trabalham com imunizações conheçam as características das vacinas que administram e estejam familiarizados com as normas de conservação e armazenamento das mesmas”, explica Roberto Olivares, Diretor Comercial da Biotecno.

 

As diferentes condições de conservação desta vacina são proporcionadas por ultrafreezers, freezers e câmaras científicas Biotecno. Os ultrafreezers proporcionam uma faixa de temperatura de -50°C a -86°C, enquanto freezers operam entre -10°C e -35°C. A temperatura de aplicação da vacina, entre 2°C e 8°C, é proporcionada pelas câmaras científicas. Todos esses equipamentos possuem a tecnologia inteligente Biotecno, um combinado de recursos avançados que atuam em conjunto, muito deles de forma automática, para garantir todos os aspectos da conservação e eliminar possíveis riscos. Um destes equipamentos foi utilizado para conservar a primeira vacina contra o coronavírus aplicada no Brasil e todos possuem registro no Ministério da Saúde/ANVISA e certificação da FDA norte-americana.

Como podemos ajudar você? Contate-nos agora mesmo!
Para otimizar sua experiência durante a navegação, fazemos uso de cookies. Ao continuar no site, consideramos que você está de acordo com nossa Política de Privacidade e Cookies.